Bloqueio Criativo?

No último sábado eu resolvi sentar para criar os componentes do meu jogo de modo que pudesse começar as rodadas de playtest. Depois de terminar algumas pecinhas e redesenhar o mapa eu me senti levemente morgado. O engraçado é que essa sensação me foi, inesperadamente, familiar.

Uma brincadeira que sempre foi a minha favorita quando pequeno, assim como muitos meninos, era de soldadinhos/bonequinhos. Ou Comandos em Ação, no meu caso. Apesar de gostar muito das aventuras em si, uma parte de que eu gostava muito era a de montar o cenário. Preparar o posicionamento dos bonequinhos, montar o cenário com as casas e carros, planejar as armadilhas, etc.

A medida em que eu fui crescendo, estranhamente, eu comecei a morgar a parte da ação, e me divertia muito mais planejando a aventura do que participando dela. Lembro que certa vez eu estava na casa do meu primo Rafael (o meu irmão-postiço quando pequeno) motando junto com ele o cenário para a brincadeira, mas quando terminamos tudo eu disse “ah, tá bom. eu não quero mais brincar”. É claro que ele, no alto dos seus três anos mais novos que eu, não entendeu e perguntou porquê, e foi quando eu respondi “é que eu só queria montar mesmo, brincar perdeu a graça”.

Com o tempo isso foi aumentando e depois vieram outros interesses e eu entrei pela adolescência (não necessariamente nesta ordem).

Pois bem, o que senti no sábado foi bastante parecido com isso. Quando eu terminei de montar o material do jogo eu não senti vontade nenhum de jogá-lo. Tudo bem que ainda faltaram algumas partes e que eu estava sozinho (o jogo precisa de pelo menos duas pessoas), mas eu realmente “não estava mais afim de brincar”.

Eu não sei dizer porque me senti assim, mas foi curioso perceber a correção com as brincadeiras da minha infância. Talvez, analisando melhor, seja a questão de que eu já andei pensando tanto no jogo que já tenha enjoado dele, ou talvez seja a falta de alguns componentes ou até mesmo uma sensação inconsciente de que ele não está pronto ainda.

Em todo caso eu pretendo continuar focando nele, me forçando a terminá-lo, nem que isso demore meses. Quem sabe quando outras pessoas se juntarem para testá-lo eu me empolgue novamente? Ou até mesmo talvez eu precise conhecer mais outros jogos de tabuleiro afim de conhecer novas mecânicas, que talvez eu possa aproveitar.

No final das contas a sensação de estar criando algo, ainda que no começo e com dificuldades, é muito boa. Eu aconselharia de coração que todas as pessoas procurassem sempre exercer a sua criatividade, sem em que ramo for. É um excelente exercício mental e a recompensa vale muito a pena.

Bloqueio criativo? Não. Processo criativo.

Advertisements

One Response

  1. Olha a passagem de um artigo que escrevi, mas que nunca cheguei a publicar na Loodo:

    “Brincadeiras podem sim ter regras, algumas delas até bem complexas. Me recordo, de na infância, perder horas com amigos montando um “complexo” sistema de defesa de território com os meus Comandos em Ação, preparando várias armadilhas e barricadas, enquanto o meu amigo fazia o mesmo para proteger o seu próprio. Haviam várias coisas que “valiam” ou “não valiam” – Estavam ou não dentro dessas regras criadas por nós mesmos. Havia a competição. Mas era apenas uma brincadeira: Não tínhamos uma maneira justa de mensurar um vencedor, no final. Não havia um resultado.”

    Viu? Não era só você que montava cenários e armadilhas, e desistia logo depois. 🙂

    Mas faz bastante sentido, né? Acho que não faz sentido mesmo querer jogar um jogo que não estar completo. A brincadeira não é tão recompensadora como a diversão de um jogo.

    O Raph Koster, no “Theory of Fun”, descreve muito bem a diversão como “a chance de experimentar uma situação desafiadora sob total segurança”. Brincadeiras, na nossa infância nos desafiavam muito mais do que fazem hoje. Por isso a sensação boa da criação.

    Boa sorte com seu jogo, e mostre detalhes, quando puder!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: