Impressões Sobre Nova Edição de Bang!

Recentemente comprei a nova edição – quarta – de Bang!. Ainda não joguei mas já fiquei com uma “má impressão” deste novo kit. Por sinal quero deixar claro que a minha queixa é sobre esta nova edição e não ao jogo. O jogo continua sendo muito bom e divertidíssimo.

O meu problema começou quando comecei a pesquisar o jogo para comprá-lo. Há alguns meses, na época em que a nova edição só havia sido anunciada, eu via a antiga sendo vendida por cerca de $11. É verdade que estava esgotada em 95% das lojas, mas eu tinha idéia do seu preço. Então quando eu fui fazer a nova pesquisa tomei um susto. O preço médio, fora o frete, estava em $24(!), mais que o dobro da edição antiga.

Depois de muito procurar (e não achar a edição anterior) eu acabei comprando a nova por $19.95 com frete grátis. Eu já tinha conferido os detalhes no site oficial, e não tinha achado as novidades muito valiosas. Mas resolvi esperar pra conferir, e o sentimento se confirmou.

Eu penso que se você vai lançar uma nova edição de um jogo ela tem que valer a pena. Se as novidades são poucas, ou simples como diagramação, novos peões e componentes é aceitável um pequeno aumento no valor do jogo. Mas se o jogo teve alguma mudança substancial, como novas regras, que pedem novos componentes e ainda assim acrescentam valor à antiga versão, nada mais justo que se cobre mais caro que a versão anterior.

Mas este não é o caso. Se você pegar o novo Bang! e não fizer uso das suas novidades, o jogo é exatamente o mesmo. Sem tirar nem por. Inclusive há até uma dica no manual, que diz ao jogador como utilizar o verso das cartas de personagens como indicadores de vida (como era na versão antiga) ao invés das balas de papelão destacáveis. Além delas, o kit acompanha sete painés, um para cada jogador, que servem para colocar as cartas e as balas. Apesar de bonitos e bem acabados estes painés são, de fato, inúteis. São completamente opcionais.

A meu ver, se você vai disponibilizar uma nova versão, “enfeitada”, com componentes completamente opcionais, é de bom tom, e até respeituoso para com os seus clientes, oferecer uma versão simples, sem essas novidades.

Advertisements