Por Que Criar Jogos?

No recente artigo “Why Design Games”, publicado semana passada no GameCareerGuide, o autor Lewis Pulsipher mais uma vez esclarece de maneira simples quais devem ser os reais motivos para se querer ser um game designer.

Já foi sugerido que se um game designer desistisse da sua carreita e ao invés disso utilizasse este tempo para catar latinhas e garrafas para reciclar, ele conseguiria fazer a mesma quantidade de dinheiro.

Em outras palavras, não pense em criar jogos para ganhar muito dinheiro, porque provavelmente você não vai ganhar. Você pode até não ganhar dinheiro algum.

Ok. Dinheiro não. Pelo menos não muito.

Ainda que você se dê bem, você não vai ser famoso – novamente com algumas exceções. Sim, muitas pessoas conhecem quem Will Wright (…) e CliffyB são (…), mas a maioria das pessoas que criam jogos são conhecidas pelos seus trabalhos. Quantas pessoas que não são entusiastas em jogos conhecem Carmack e Romero? Mas mencione os seus trabalhos – Doom, Quake – e eles são reconhecidos.

Um game designer pode até ser o “menos desconhecido” da turma, mas ele nunca será famoso da mesma maneira que um atleta ou um ator pode ser.

Fama? Pode esquecer.

Mas então por que, meu Deus?

Crie jogos porque você gosta de criar jogos, e gosta dos “incidentes” que acontecem quando você o faz. Dificilmente você conseguirá viver disso, mas é legal.

🙂

Advertisements